PSICANÁLISE

al. Psychoanalyse; esp. psicoanálisis; fr. psychanalyse; ing. psychoanalysis


Termo criado por Sigmund Freud, em 1896, para
nomear um método particular de psicoterapia (ou
tratamento pela fala) proveniente do processo catártico
(catarse) de Josef Breuer e pautado na exploração do inconsciente, com a ajuda da associação livre, por parte do paciente, e da interpretação, por parte do psicanalista. Por extensão, dá-se o nome de psicanálise:
1. ao tratamento conduzido de acordo com esse método;
2. à disciplina fundada por Freud (e somente a
ela), na medida em que abrange um método terapêutico,
uma organização clínica, uma técnica psicanalítica, um sistema de pensamento e uma modalidade de transmissão do saber (análise didática, supervisão) que se apóia na transferência e permite formar praticantes do inconsciente;
3. ao movimento psicanalítico, isto é, a uma escola de pensamento que engloba todas as correntes do freudismo.

Roudinesco, Elisabeth. Dicionário de psicanálise/Elisabeth Roudinesco, Michel Plon; tradução Vera Ribeiro, Lucy Magalhães; supervisão da edição brasileira Marco Antonio Coutinho Jorge. — Rio de Janeiro: Zahar, 1998.